Desembargadores federais do TRF6 participaram da abertura do VIII Congresso Brasileiro de Direito Previdenciário

Os desembargadores federais do TRF6 Mônica Sifuentes (Presidente da Corte) e Grégore Moreira de Moura (Diretor da Escola de Magistratura Federal do Tribunal Regional Federal da 6a Região) compuseram a mesa de abertura do VIII Congresso Brasileiro de Direito Previdenciário, no dia 24 de novembro, no Hotel Ouro Minas, em Belo Horizonte. O evento foi promovido pelo IEPREV (Instituto de Estudos Previdenciários).

Mônica Sifuentes, em seu discurso, ressaltou a relevância da iniciativa, "que traz tantas promessas de esclarecimento para a classe dos advogados em geral".

"Nós sabemos que o INSS é o nosso maior litigante. Cerca de 45% dos processos migrados do TRF1 para o TRF6 são causas de natureza previdenciária", disse a magistrada.

A desembargadora federal afirmou que o TRF6 foi criado com o próposito de desafogar o TRF1, "mas também para proporcionar à população mineira julgamentos mais céleres. Ele nasce sob o signo da inovação e da modernização".

O desembargador Grégore Moreira falou da sua experiência como procurador federal. "Fiquei 19 anos e 4 meses na Procuradoria Federal e, nesse período, trabalhei na Procuradoria do INSS durante 10 anos", contou. O magistrado manisfestou satisfação "em ver que existem tantas pessoas preparadas e um instituto como o IEPREV debatendo a questão previdenciária, tão fundamental para o Brasil".

O Congresso teve como finalidade o aprimoramento do estudo do Direito Previdenciário e reuniu as principais autoridades no assunto para discutir temas de relevância para a sociedade.

Botão voltar